Desculpe lá sra. doutora

Eu até li a notícia de uma maneira muito céptica. Desconfiei do ênfase dado pelos media e desconfiei, como pude mais tarde constantar, que as declarações não estavam devidamente contextualizadas. De facto, desconheço inteiramente se antes de atirar para cima dos miúdos com aquelas palavras, recebeu algumas palavras menos agradáveis da outra parte. Compreendi até que tivesse que ser dura e depois de ouvir algumas das suas palavras temi que a fogueira já estava a arder no meio da praça pública pronta para a abraçar.  Continuei a escutar as suas ofensivas e comecei a simpatizar consigo, pois os cortes das falas comprovavam que os seus feitos estavam descontextualizados. Pior foi o pensamento de que duas raparigas haviam premeditado uma ou mais gravações nas suas aulas.

Por fim, toda a minha simpatia foi destruída quando exigiu que alguém com menos alguns anos de estudo a tratasse por senhora doutora. Ora bem, eu agora como bom português, perito em julgar com apenas alguns factos, acho que vou buscar ali um pedaço de lenha para a fogueira.

Anúncios