Os 5 maiores problemas de Portugal

Para quem não conheça, o Google Trends permite ter acesso ao número de pesquisas de uma determinada palavra, e adicionalmente tentar correlacionar com o número de notícias que o “todo-o-poderoso” Google detecta. Seleccionei alguns temas e tentei verificar o número pesquisas vs o número de noticias.

google trends - top 5 problemas

Na parte de cima temos o número de vezes que a palavra alvo de uma pesquisa. Na parte inferior o volume de noticias associado à palavra. E o que observações se podem retirar destes gráficos?

O sexo é sem dúvida alguma a palavra mais pesquisada, logo do maior interesse dos portugueses Isto será um item a explorar por algum líder partidário nas próximas eleições legislativas. No entanto, o volume de pesquisas tem vindo a decair desde o inicio de 2007, que mostra algo que tinha sido analisado pelo D. José. Policarpo. De salientar que é das poucas palavras em que o volume tem o aumento significativo perto do final de ano (ao contrário dos outros temas). Penso que isto quererá dizer que muitas pessoas vão para a passagem de ano com mais que 12 desejos.

No volume de pesquisas a educação e o futebol mostram uma forte correlação (talvez só a partir de 2006), como se estivessem intimamente ligados. Este facto está a ser analisado por um comité especial criado pelo Ministério da Educação e pela Federação Portuguesa de Futebol. Isto só demonstra que os portugueses pensam que o futebol é a melhor educação para os seus filhos. Eu sou da mesma opinião, planear uma reforma dourada desde a tenra idade dos putos – assim não é necessário recorrer a novos mecanismos artificiais de incentivo à reforma.

O crime e a saúde são temas pouco procurados pelos portugueses. Basicamente, não queremos ser criminosos nem saber como se opera um coração.

O crime apresenta o maior volume (destacado!) de notícias e tem tendência crescente. Daí a PJ ter realizado uma reunião de trabalho extraordinário. O problema não é o crime, é o crescente volume de notícias sobre crime… Reparei nisso, quando num jornal da RTP do Sábado foi visível algo como: 3 noticias nacionais sobre criminalidade + 2 noticias internacionais sobre violência. Mesmo o espectador menos atento, não fica indiferente a este tipo de sequência noticiosa. Estranha a percepção humana, não é?